Resonâncias Coloniais

O Filme A costa dos murmúrios, dirigido por Margarida Cardoso, é baseado num livro com o mesmo nome escrito por Lídia Jorge e publicado no ano 1988. No filme presenciamos à Moçambique dos anos 60 e a relação que tinha com Portugal. Além de trazer o assunto da guerra colonial, e isto desde uma perspectiva feminina e assim inovadora, o filme da conta das multiplex faces do colonialismo e como condiciona as relações interpessoais. No começo do filme uma mulher está a narrar o casamento de alguém. O jeito de narrar nos revela que a noiva foi a narradora e que falará duma época na que era uma mulher em diminutivo; Evita, e na que começam suas transformações. A relação dela com Luís, seu noivo, muda no contexto da guerra colonial. Ao tirar o véu ela percebeu que o brilho dele tinha sumido e que a viagem de Luís para Moçambique, como militar português, fiz deles dois estranhos a ponto de se casar.

No casamento Evita conhece o segundo casal importante da história; Helena e Jaime. Helena, “a causa do conflito ”, e Jaime, o capitão leal à sua tropa e obstinado com a guerra, desafiam a estabilidade do primeiro casal. A pesar de Jaime oprimir a opinião da Evita sobre a África, Luís sente uma grande admiração por ele. A pesar de Helena se vestir de branco para uma boda alheia, a Evita sente uma grande atração por sua beleza sendo essa a origem do nome daquela.  Pelo trato que Jaime da para Helena é que conhecemos o tipo de relação que tem ele com a sua mulher. Mais tarde quando eles vão exercitar seus dedos matando animais, e é para mi a cena que más evidencia a violência de gênero, a Evita fica isolada. A traves das suas reações é que sabemos que eles estão pegando tiros para os flamencos enquanto os chamam de filhas da puta (em feminino). Como estabeleceu Inês Dias no ensaio The Gaze and female Subjectivity in The Murmuring Coast:  “Her dress has yellow birds painted, wich make her the real target for these men; they are shooting the birds, bit the violent act is aimed at her and at Helena”.

Os distintos encontros evidenciam não só as caraterísticas principais das personagens mas reflete cada um deles como espelhos e essa duplicidade ameaça com as identidades. O Jaime é forte e opressor e o Luís é a copia, ele quere ser igual ao capitão e nessa aspiração se encontra com a morte.  A Helena decide esperar seu marido na casa e a Evita trata de libera-la mas a única forma percebe de sair é se vingando de Jaime através dum encontro sexual com Evita. Ao ser rejeitada a Helena se vinga dela dando conta ao marido do amante na sua ausência. A relação da Evita com o Álvaro evidencia o argumento principal do filme: a guerra desumaniza a gente por lhes tirar o medo. Tirado esse medo os humanos são capazes de todas formas de violência. A Evita percebeu essa mudança no Luís ao tirar o véu e através do filme torna-se na amante dum jornalista. O medo que este têm, ainda que subordinado as relações do poder do contexto, logra cativar à Evita. Ela se sente atraída por alguém que conhece a realidade e logra verbaliza-la não só poeticamente mas vinculada ás relações de abuso sexual e emocional dos homens com as mulheres, dos países com as colônias, do ditador como o povo, dos brancos com os negros, dos humanos com a natureza e a vida.

A falta da humanidade faz aos humanos reflexionar sobre a vida. Nessa reflexão a Evita tornou-se para uma Eva capaz de narrar a sua historia, objetivar a realidade e assumir aquilha força interna que levou ela para um final que se contraria como aquele da Helena. Esta bifurcação testifica as possibilidades, os espaços de fuga, as inflexões duma realidade quando aqueles que parecem sujeitados de uma existência “predestinada” logram, na briga, ter sua própria determinação.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s